Vereador André Cacau apresenta requerimentos para reforma da Praça da Bomba e discute Segurança Pública

10423704_1436795646622599_6214122020760395356_nHoje em reunião ordinária da Câmara de Vereadores de Salgueiro recebemos a visita do Comandante do 8º BPM, Major José Roberto para debater a segurança pública do nosso município. Fiz algumas sugestões como a criação do Conselho Municipal de Segurança Pública que envolveria todas as polícias (Civil, Militar e Rodoviária Federal) juntamente com os poderes públicos com a finalidade estarmos debatendo e procurando melhorar as ações que garantam a efetiva segurança de nossos munícipes. No momento também cobrei a implantação de um monitoramento através de câmeras em pontos estratégicos da cidade.

Apresentei alguns requerimentos solicitando a remoção de entulhos que ocupam aparelhos públicos importantes, dificultando a mobilidade das pessoas, como é o caso da Praça da Bomba, que recebe inúmeros estudantes no período noturno e já se tornou um ponto de referência para os jovens e indiquei a reforma da mesma pela já aparente necessidade, visto o seu mal estado de conservação.

DSC_3445-1024x682

praça2

praça

Comentários

EUA: FHC vê riscos de Brasil perder conquistas

Em um discurso para uma plateia de 1.200 pessoas, entre empresários, diplomatas e à alta cúpula do PSDB, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou ontem em Nova York que teme “desfazer-se no ar” os avanços construídos no Brasil a partir da Constituição de 1988.

Ao receber o prêmio “Pessoa do Ano”, da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, o tucano fez uma alusão ao bordão usado pelo ex-presidente Lula e disse que essa “construção” de décadas foi feita por gerações e não permite que se diga “nunca neste País antes de mim fez-se tal e tal coisa”; “Um país não se constrói senão pondo tijolo sobre tijolo, obra de gerações.”

Acompanhado por uma comitiva que incluiu os senadores Aécio Neves (MG) e José Serra (SP) e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, além do ex-senador José Sarney (PMDB), FHC também fez críticas à política econômica adotada após a crise mundial de 2008.

“O governo interpretou o que era política de conjuntura como um sinal para fazer marcha à ré”, observou. “Paulatinamente fomos voltando à expansão sem freios do setor estatal, ao descaso com as contas públicas, aos projetos megalômanos que já haviam caracterizado e inviabilizado o êxito de alguns governos do passado.”

O outro homenageado da noite foi o ex-presidente Bill Clinton, que disse que FHC está entre os quatro ou cinco líderes mais extraordinários que conheceu. “Ele era a pessoa certa para o seu tempo. Ele é a pessoa certa para qualquer tempo.”

Fonte: Blog do Magno Martins

 

Comentários

Dilma amanhã no Recife em busca de apoio

Longe da popularidade do primeiro mandato e contabilizando escassas aparições fora do Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff desembarca em Pernambuco amanhã pela segunda vez em menos de três semanas. Agora, para prestigiar a viagem inaugural do navio petroleiro André Rebouças e batismo do Marcílo Dias. Uma agenda de duplo peso político. Por um lado, sinaliza para o esforço do partido em reconquistar o espaço perdido no Estado, tentando uma reorganização para 2016. De outro, trabalha para fortalecer a imagem da Petrobras diante do bombardeio que a empresa tem sofrido com denúncias de corrupção.

“Essa vinda dela tem um peso muito grande. É uma demonstração da significância que tem Pernambuco e o Nordeste, de prioridade do nosso estado e um reconhecimento político e econômico para a região”, avaliou o senador Humberto Costa (PT), que anunciou a visita da presidente ontem pela manhã.

Ele acompanha a viagem de Dilma de Brasília até Pernambuco, juntamente com o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, e da Transpetro, Cláudio Campos. O ministro de Desenvolvimento Econômico, Armando Monteiro Neto, também deve integrar a comitiva.

A presidente do PT em Pernambuco, Teresa Leitão, enviou para a assessoria presidencial uma relação dos petistas que devem participar da cerimônia. “Para nós é ótimo que ela venha e cumpra agenda estratégica para a retomada da indústria naval, que foi possível nos governos Lula e Dilma.”. Ela negou, porém, que vá usar a oportunidade com a presidente para tratar da inclusão dos petistas sem mandato e sem cargos no terceiro escalão. “Será uma visita institucional e esse assunto não é tratado com ela.”

A recolocação política de integrantes da legenda que não obtiveram sucesso eleitoral em 2014, como os ex-prefeitos do Recife João Paulo e João da Costa, tem sido tratada com o diretório nacional do partido. João Paulo preferiu não comentar a vinda da petista nem confirmou se estará presente. Na viagem anterior de Dilma a Pernambuco (Jeep), ele não esteve presente.

Fonte: Blog do Magno Martins

Comentários

Codevasf no papo do PP

 A Codevasf – Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco – sai da orçada do PT da Bahia, do ex-governador Jacques Wagner. O atual presidente Elmo Vaz Bastos de Matos, será substituído por um nome do PP, Partido Progressista, do senador piauiense Ciro Nogueira. O nome para presidir a instituição, que tem um orçamento de R$ 2,4 bilhões, deve ser conhecido hoje.

A Pernambuco, cujo maior líder é o deputado Eduardo da Fonte, caberá uma diretoria, provavelmente a de Engenharia. Ontem, a cúpula do PP passou o dia em conversas na Casa Civil. Lá estavam, além do ministro Aloizio Mercadante, o vice Michel Temer e o ministro Eliseu Padilha (Aviação Civil). Passaram por lá para tomar um cafezinho o presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), e o líder do PTB, deputado Jovair Arantes (GO).

A expectativa do Planalto, depois de entregar a Codevasf ao PP, é a de que dos 18 deputados do PP que votaram contra a MP 665, do seguro-desemprego, pelo menos 10 possam votar a favor da MP 664, a dos aposentados. O PP deve ganhar também o controle do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – Dnocs.

Já o PTB bateu o martelo: terá a presidência e um diretor da Companhia Nacional do Abastecimento, Conab (Ministério da Agricultura). Consta que o PTB quer a permanência do atual presidente, Rubens Rodrigues dos Santos, mas isso só se saberá com certeza quando o partido levar os nomes. O PTB tem 25 votos.

Na conversa com Jovair também houve debate sobre a MP 664, que envolve a aposentadoria. O partido tem posição contrária a votar medidas que prejudiquem os idosos e os aposentados. Lá, lhe foi dito que as mudanças só retiram pagamentos indevidos e que essas alterações, ao invés de prejudicar, vão melhorar as condições de atendê-los. Foi citado exemplo de um idoso que, aos 90 anos, casa-se com uma jovem familiar, que quando este falecer, receberá pensão como viúva pelo resto de sua vida.

Quando anunciou em Teresina que desejaria a Codevasf como compensação a perda do cargo do Banco do Nordeste, o governador Wellington Dias (PT) não sabia que em Brasília o Palácio do Planalto havia decidido que a presidência da companhia caberia ao Partido Progressista. O governo negocia apoio da legenda no Congresso nacional.

DISTRITÃO– No relatório final da Reforma Política na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, o deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) propõe a adoção do distritão, mas existe no Congresso uma tendência pelo distrital misto. Ele informou ao PMDB que fará essa opção ao constatar que esse modelo tem a maioria dos votos na comissão e no plenário. Mas o que se ouve nos corredores é que o distritão será rejeitado.

Fonte; Blog do Magno Martins

Comentários

Líder do PSB admite que maioria da bancada votará a favor da MP 664

Fernando Filho - divulgação

O líder do PSB na Câmara Federal, deputado Fernando Filho (PE), admitiu nesta segunda-feira que a bancada do partido tende a votar a favor da Medida Provisória 664, que torna mais rígidas as regras para o pagamento de pensão por morte.

Semana passada, sete dos deputados da bancada socialista votaram a favor da MP 665, que alterou as regras do seguro-desemprego, mas todos de Pernambuco votaram contra.

“Acho que há menos resistência para votar a favor da MP 662”, declarou o líder do PSB, que vai reunir a bancada nesta terça-feira para tomar uma posição.

A bancada do PSB tem 32 deputados federais, mas uns votam com o governo e outros com a oposição.

Fonte: Blog do Inaldo Sampaio

Comentários

Ministério de Armando dá primeira boa notícia ao Brasil

Armando Monteiro Neto - foto ana luiza souza - divulgação

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, comandado pelo pernambucano Armando Monteiro Neto (PTB), deu sua primeira boa notícia ao Brasil nesta segunda-feira (11).

Segundo ele, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 976 milhões na primeira semana do mês de maio. As exportações somaram US$ 4,408 bilhões e as importações, US$ 3,432 bilhões.

Considerando-se a medição anual, a balança comercial registra um déficit de US$ 4,090 bilhões. Durante esse período o Brasil exportou US$ 62,339 bilhões e importou de U$S 66,429 bilhões.

O ministro Armando Monteiro está preparando um plano de desenvolvimento industrial que será apresentado pela presidente Dilma Rousseff até o final do mês.

Fonte: Blog do Inaldo Sampaio

Comentários

No trilho certo

No pacote de concessões que o governo lança na quinta-feira, a novidade será a inclusão de várias  ferrovias, anuncia Lauro Jardim, na Veja Online.

Anteontem, Aloizio Mercadante reuniu-se com representantes da ALL, MRS e Vale, potenciais interessados. O governo também aposta muito – e como – no apetite chinês

Enquanto isso, vem caindo a fatia da Petrobras no total de petróleo produzido no Brasil.

Em janeiro de 2014, por exemplo, a estatal foi responsável por 89,3% da produção. As outras 42 empresas responderam por 10,7%.

Em março deste ano, a Petrobras produziu 83,5% do total e as outras empresas 16,5% – o maior volume que elas alcançaram historicamente.

A Petrobras vai mesmo pôr à venda sua participação na Braskem. Está decidido. Mas, por causa do preço das ações, não será agora.

Já Eliseu Padilha é o ministro da Aviação Civil, mas tem ocupado praticamente todo o seu tempo em auxiliar Michel Temer na articulação política e na distribuição de cargos do segundo e terceiro escalões.

Fonte: Blog do Magno Martins

 

Comentários

Assembleia e Câmara: oposição contra PSB

As bancadas de oposição da Assembleia Legislativa de Pernambuco e da Câmara de Vereadores do Recife decidiram juntar forças e trabalhar de forma articulada para cobrar da prefeitura a conclusão de obras e a realização de iniciativas em áreas sensíveis da cidade, como saúde, educação, combate às drogas e mobilidade. A movimentação acontece no momento em que o prefeito Geraldo Julio volta a enfrentar desgaste da sanção da Lei n°08/2015, que contempla o Plano Específico do Cais José Estelita, Santa Rita e Cabanga.

Segundo o líder da oposição da Assembleia, deputado Sílvio Costa Filho (PTB), a intenção é formar uma pauta conjunta para fortalecer a atuação dos grupos contrários aos governos do PSB. O deputado negou que o grupo esteja aproveitando o momento conturbado enfrentado pelo prefeito. O encontro aconteceu no fim da tarde de ontem na Câmara.

As bancadas de oposição da Assembleia e da Câmara de Vereadores são minoria nas duas casas e muitas vezes encontram dificuldades em aprovar propostas. Na de Joaquim Nabuco, 13 dos 49 deputados são contrários à administração socialista. Já na Câmara, apenas 11 dos 39 representantes eleitos, incluindo o vereador André Régis, fazem oposição a Geraldo Julio.

Fonte: Blog do Magno Martins

 

Comentários

Ajuste fiscal: Dilma reúne ministros no Planalto

 

A presidente Dilma Rousseff reúne, hoje, ministros e lideranças parlamentares para traçar a estratégia do governo nas votações dos próximos dias no Congresso Nacional, fundamentais para o ajuste fiscal. Depois de a Medida Provisória 665 – que, entre outros temas, endurece as regras para o acesso ao seguro-desemprego e o abono salarial – ter sido aprovada, na semana passada, por uma estreita vantagem na Câmara, o governo trabalha agora para passar a MP 664 na Casa. Esta proposta trata de benefícios previdenciários e torna mais rígido o pagamento da pensão por morte.

Participam do encontro com Dilma no Palácio do Planalto o vice-presidente Michel Temer e os ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil), Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento), José Eduardo Cardozo (Justiça), Eliseu Padilha (Aviação Civil), Edinho Silva (Secretaria de Comunicação Social), Eduardo Braga (Minas e Energia), Aldo Rebelo (Ciência e Tecnologia) e Ricardo Berzoini (Comunicações); também estão presentes os senadores Delcídio Amaral (MS) e José Pimentel (CE), ambos do PT, e o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE).

Dilma tenta mobilizar sua base para evitar as defecções registradas entre seus aliados na votação da semana passada da MP 665, quando o texto-base da medida foi aprovado com margem de apenas 25 votos. Mesmo ocupando o Ministério do Trabalho, o PDT, por exemplo, votou em peso contra o governo.

A expectativa é que a Medida Provisória que aborda as normas da pensão por morte seja submetida a Plenário na quarta-feira. Já a MP 665 ainda precisa ser analisada pelo Senado, o que deve ocorrer só na semana que vem.

Fonte: Blog do Magno Martins

Comentários

Youssef nega ter ajudado campanha de Dilma

 

 

O doleiro Alberto Youssef negou, hoje, conhecer o ex-ministro Antonio Palocci ou qualquer assessor dele. Questionado por integrantes da CPI que estão em Curitiba para ouvi-lo, Youssef negou depoimento feito pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa, que afirmou que o doleiro tinha repassado R$ 2 milhões a Palocci para a campanha da presidente Dilma Rousseff em 2010.

“Não conheço Antonio Palocci. Ele nunca me fez nenhum pedido para que angariasse recurso para campanha de 2010 de Dilma Rousseff”, disse o doleiro aos deputados. Youssef disse que Paulo Roberto Costa não mente necessariamente, mas pode estar equivocado. “Não digo que seja mentira, pode ser que outra pessoa tenha pedido esse recurso a ele e ele tenha viabilizado esse recurso através de outra pessoa”, disse reforçando que o suposto repasse não passou por ele.

Fonte: Blog do Magno Martins

Comentários