Após mais um homicídio em Petrolina, Cancão cobra do Governo Paulo Câmara e sugere troca de secretário

Como já havia feito há algumas semanas, o líder da bancada de oposição na Casa Plínio Amorim, vereador Ronaldo Cancão (PSL), voltou a fazer um duro discurso contra o Governo de Pernambuco. Desta vez o foco foi a segurança pública. Além de cobrar do governador Paulo Câmara medidas enérgicas para conter a onda de violência em Petrolina, ele sugeriu até que o atual secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, fosse substituído.

O tom de desabafo do vereador aconteceu após tomar conhecimento de mais um homicídio em Petrolina – o do irmão do artista plástico Ranilson Viana – ocorrido na tarde de ontem (14) na zona rural, que elevou para 38 o número de óbitos por assassinato na cidade, o vereador não se conteve.

Após a sessão plenária de ontem (14), Cancão disse à imprensa que apesar de reconhecer os esforços das Polícias Militar e Civil em Petrolina, o governador precisa “de ações mais rápidas” porque a violência na cidade começa a fugir do controle. “A sociedade de Petrolina, como um todo, está assustada. A violência campeia em nosso município nesses últimos 40 dias”, declarou.

cancao_640x360

Cancão também criticou o fato de Câmara ter anunciado a redução de diárias dos policiais que atuam no chamado ‘Polígono da Maconha’, no Sertão do estado, segundo informações divulgadas pela imprensa pernambucana. “Mesmo sendo aliado do governo, não posso concordar. Reduzir a diária para quem traz segurança no Polígono da Maconha faz aumentar os índices de violência”, declarou o vereador, lamentando também as condições precárias de trabalho aos quais estão submetidos os policiais civis na cidade.

Pacto Pela Vida

Apesar das críticas, Cancão procurou evitar dizer que o Pacto Pela Vida, criado há oito anos pelo então governador Eduardo Campos para conter o avanço da criminalidade no estado, estaria ‘fazendo ‘água’. Ele justificou que não se pode atribuir culpa ao comando das polícias pelo número de homicídios. “Seria uma leviandade minha enquanto homem público”, ponderou Cancão.

Segundo o vereador, Câmara “começa a perder a rédea” em relação à violência e precisa honrar com os compromissos feitos em campanha, de reduzir os números negativos na segurança pública. Esses compromissos, disse Cancão, se estendem inclusive a outras áreas do governo. O líder oposicionista sugeriu também a troca do secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, convocado para pasta na segunda gestão de Eduardo. “Ele (Câmara) deveria ter mudado, para dar novas ideias (ao Pacto Pela Vida)”, finalizou. Como é um governo novo, efetivamente teríamos que ter um novo secretário de Defesa Social, até para ter um modelo diferente para a corporação da Polícia Civil, Militar, Corpo de Bombeiros”, finalizou.

Fonte: Blog do Carlos Britto

 

Comentários

Deputado João Fernando Coutinho assume coordenação de bancada na Câmara

João-Fernando-CoutinhoLíder do PSB na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) da Câmara Federal, o deputado João Fernando Coutinho foi escolhido coordenador da bancada pernambucana na mesma comissão, junto com o deputado Carlos Eduardo Cadoca (PCdoB).

João Fernando irá coordenar os colegas pernambucanos na mais importante comissão da Casa, depois da Comissão de Constituição e Justiça. “Agradeço a confiança dos colegas que me deram essa atribuição. Procurarei honrá-la com muito empenho na defesa os interesses do povo pernambucano”, afirmou o deputado.

O colegiado, que é formado por deputados e senadores, é o responsável pelas análises do Plano Plurianual (PPA), da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária Anual (LOA). De acordo com a assessoria de João Fernando, além das peças orçamentárias, a CMO também é responsável por examinar e emitir parecer sobre as contas apresentadas anualmente pela Presidência da República.

Fonte: Blog do Carlos Britto

 

Comentários

Vereadora justifica aprovação das contas de ex-prefeito de Dormentes: “Não foi um erro que deveria deixá-lo inelegível”

Depois de optar pela aprovação da prestação de contas do ex-prefeito de Dormentes (PE), Geomarco Coelho (PSB), a presidente da Câmara de Vereadores, Maria do Rosário (PSB) ‘a Rosarinha’, prefere não criar novas polêmicas sobre o assunto.

Isso porque o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) havia recomendado a reprovação da prestação de contas relativa ao exercício financeiro de 2011, mas os vereadores decidiram não seguir a orientação do TCE-PE e aprovaram na última semana as contas do ex-gestor por 8 votos a 3.

De acordo com Rosarinha, o Tribunal apontou falhas na previdência dos servidores, mas segundo ela, os erros apontados pelo Tribunal não seriam suficientes para reprovar a prestação de contas, e assim deixar o ex-gestor inelegível.

Eu entendi que deveria julgar favorável, já que isso poderia deixá-lo inelegível. Na prática entendo que não seria eu, e sim a população, quem tem que julgar e deixá-lo elegível ou inelegível. Na minha opinião, não foi um erro que deveria deixá-lo inelegível”, justificou.

Ainda segundo a vereadora, problemas semelhantes aos alegados pelo TCE-PE já foram registrados por outros gestores que tiveram suas contas aprovadas, com ressalvas.

Eu entendo que problemas iguais aos do ex-prefeito aconteceram em outras cidades onde o Tribunal de Contas decidiu aprovar as contas com ressalvas, e na minha opinião, não deveria ser diferente  com o ex-prefeito Geomarco”, finalizou.

Mudanças na Câmara

Ao Blog, a vereadora anunciou algumas mudanças nas sessões ordinárias na Casa Nilo Coelho e convidou a comunidade para acompanhar os trabalhos do legislativo.

É importante lembrar que as sessões ordinárias agora acontecem toda quarta-feira, a partir das 19h. Fizemos algumas melhorias na Casa, climatizamos e esperamos que a população de Dormentes possa acompanhar de perto o trabalho dos vereadores“, finalizou.

Fonte: Blog do Carlos Britto

Comentários

Prioridade petista: salvar o projeto Lula 2018

Com um discurso cada vez mais pessimista em relação ao governo Dilma, alguns líderes petistas já falam internamente em “sacrificar” onde for necessário, para tentar salvar o projeto de trazer Lula de volta como candidato à Presidência em 2018. Diante do desgaste de imagem que atinge o governo, o partido admite que Lula já não tem mais o mesmo potencial para “salvar a pátria” que teve no passado. E, se a situação se agravar ainda mais, vai preferir ficar fora da disputa a se lançar numa corrida com pouca chance de vitória. A avaliação é de Clarissa Oliveira, no blog Poder Online; Diz mais a colunista:

Dados divulgados nesta terça-feira pelo Datafolha reforçam o sentimento que já roda a algum tempo dentro do partido. Em novembro de 2010, o instituto apontava que 71% dos entrevistados consideravam Lula o melhor presidente que o Brasil já teve. Agora, são 50%, segundo noticiou o jornal Folha de S. Paulo.

Segundo um petista, a avaliação que se faz internamente é que a situação ainda é “reversível”, mas a janela fica menor mês a mês. Fala-se no partido em pelo menos dois anos de ajustes duros. E, em geral, as declarações são acompanhadas de frases como “temos que dar o braço agora, para salvar o que ainda pode ser salvo lá na frente” ou ainda “se não sacrificarmos Dilma agora, não tem Lula em 2018″.

O PT entende que precisa, antes de tudo, amenizar seu próprio desgaste. Por isso, o partido tem se concentrado principalmente em fazer a defesa de seu “projeto para o país”, mais do que do governo Dilma especificamente.  Parte das apostas nesse sentido estão apoiadas na realização do Congresso do PT, marcado para junho, em Salvador. A esperança é de que um “evento histórico” ajude a reconectar o partido com sua base e criar as condições para que seja de fato competitivo numa corrida presidencial.

Fonte: Blog do Magno Martins

 

Comentários

Lula: até agora os que roubaram têm diploma

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva saiu em defesa do PT e do governo Dilma Rousseff contra os ataques da oposição em seu discurso na solenidade de abertura do 9° Congresso Nacional dos Metalúrgicos da CUT no município de Guarulhos, na grande São Paulo.

“Eles tentaram fazer comigo exatamente o que eles estão fazendo com a Dilma. Vocês estão lembrados que há dez anos há uma política premeditada de criminalizar o PT. O que eu fico chateado é que nunca eles vão reconhecer que o PT criou os instrumentos de investigações nesse País… Até agora, todos que roubaram tem diploma”, disse na noite desta terça-feira.

Ele também defendeu as doações legais do partido: “Quem é que pega dinheiro de pobre para fazer campanha? Vamos investigar de verdade. Ou será que dinheiro tucano veio da quermesse? Por acaso vocês viram algum tucano pegar dinheiro do pastel de feira. É legal o empresário dar dinheiro aqui e em qualquer lugar do mundo. Então veja, se alguém do PT ou qualquer partido político pegou dinheiro ilegal, ele deve ser punido”, defendeu.

Fonte: Portal Br 247

 

Comentários

Contra tudo que está aí

Sabe por que Aécio Neves não foi à manifestação de domingo, e por isso foi vaiado? Porque não é bobo: sabe que, se fosse, seria vaiado ao vivo. A manifestação foi contra Dilma, contra o PT, contra a ladroeira; mas também, e especialmente, contra tudo que está aí. Isso inclui juízes e parlamentares que não perdem oportunidade de buscar mais vantagens; e inclui, com destaque, a oposição que não se opõe, e que, quando está no Governo, também se lambuza nas lambanças.

E há motivos para esta aversão a tudo isso que está aí. Fala-se em cortes de investimentos, o desemprego avança, os juros explodem, mas os gastos do Governo em cartões corporativos continuam crescendo – e são secretos. Sobem salários e vantagens de parlamentares e juízes. Pede-se economia de água nos Estados em que há estiagem; a Sabesp, empresa de saneamento básico do Governo paulista, reclama da queda de rentabilidade que atrapalha novos investimentos, mas o bônus dos diretores foi confirmado. Uma graninha extra é sempre útil.

Resultado: pesquisa feita na manifestação pela Universidade Federal de São Paulo mostra que 76% não confiam em Aécio (22,6% confiam). Serra? Havia 75,4% contra, 23,8% a favor. Bolsonaro? Nem 20% o acham confiável. E, lembremos, não havia petistas, dilmistas ou lulistas na manifestação. Eram todos contra eles – e o resultado, para a oposição, foi ruim assim mesmo. O antipetista mais bem avaliado foi Geraldo Alckmin, com 29% (nem um terço!) Mas proporção quase igual, 28%, não confia nele.

Fonte: Blog do Magno Martins

 

Comentários

Pedido de impeachment: PSDB dividido

Principal partido de oposição, o PSDB rachou sobre a proposta de entrar formalmente com um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Enquanto a bancada da Câmara dos Deputados defende que a legenda tome a frente desse debate, a do Senado é contra levantar essa bandeira. A ideia também divide a Executiva nacional da legenda.

O tema foi levantado ontem em uma reunião da bancada de deputados com o presidente nacional da sigla, senador Aécio Neves (MG). No final do encontro, Aécio pediu para que deputados que defendiam a proposta se manifestassem. Praticamente todos os presentes levantaram a mão a favor.

Bancada da Câmara quer legenda à frente desse debate, mas Senado é contra; cúpula da sigla não tomou posição.

Fonte:Blog do Magno Martins

 

Comentários

Janine faz apelo para os reitores economizarem

2015-805422526-20150406132502810afp.jpg_20150406

 

POR O GLOBO

 

BRASÍLIA – Nos primeiros dias no cargo, o recém-empossado ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, tem investido na racionalização de gastos. Ele endossou uma mudança na forma de repassar recursos do Pronatec, conclamou os reitores a fazerem compras de material juntos para obtenção de melhores preços e dá o exemplo em pequenas ações. Ainda recorrendo ao secretário-executivo, Luiz Cláudio Costa, para questões mais técnicas da pasta, Janine falou ao GLOBO de desafios, ética e o papel das famílias na educação.

O GLOBO - O que a pasta vai priorizar em um ano de ajuste fiscal?

RENATO JANINE RIBEIRO - Como a presidenta prometeu respeitar as ações estruturantes e essenciais do MEC, vamos fazer uma hierarquia do que é mais urgente, outra coisa que estamos fazendo é procurar formas de economizar, fazer ganhos de gestão. Me reuni com reitores e apelei a eles que façam ganhos de economia, que se articulem mais. Sem fugir da sua questão, acho que uma das economias em que eu mais acredito é evitar a duplicação de ações. As universidades podem convergir as suas ações (para otimizar os gastos). A gente vê que tem gastos que podem ser reduzidos. Impressão de papel, por exemplo.

O GLOBO - Saindo da visão meramente orçamentária, quais ideias o senhor traz para o ministério em termos de ações na área da educação?

Educação RJR - Eu diria que temos que focar em creche. A gente tem que garantir, no futuro, a socialização educacional o mais cedo possível. O problema crucial é ter crianças em condições muito precárias, na miséria, que remete à questão de Saint Exupery: ‘quantos Mozarts não estão sendo assassinados antes mesmo de poderem florescer’. Quando você tem miséria, desigualdade, está assassinando potencialidades. Celebramos quando uma pessoa de um meio muito carente conseguiu chegar a um lugar destaque nas artes, na academia. Mas isso tem que parar de ser uma exceção. No Brasil, essa igualdade de oportunidades falta. E socializar no ambiente educacional desde cedo ajuda na busca da equidade.

O GLOBO - O resultado dessa inclusão só será visto daqui a duas gerações, talvez. Como lidar com as pressões por resultados rápidos?

RJR - É verdade. Os resultados demoram, mas é preciso começar. Também há questões que dizem respeito, eu diria, à consciência humana. Há, por um lado, um reclame muito habitual por educação de qualidade, sobretudo entre as pessoas mais informadas; e, por outro, a falta de empenho de muita gente na escolarização dos filhos. Por exemplo, fazer a lição de casa com os filhos. O pai precisa encorajá-los. Além disso, infelizmente, no Brasil, você tem uma depreciação muito grande do professor. Na própria novela, o professor nunca é um personagem modelar, a escola não é um lugar agradável, versus a praia, a brincadeira o game, o sexo, o namoro.

O GLOBO - As famílias são omissas?

RJR - Já vi uma coisa que é terceirizar a educação ética. A família reclama que a escola não está ensinando ética aos filhos. Bom, e a educação ética é algo que você joga para a escola, terceiriza? A formação ética, psicológica é algo essencial na educação, não tanto a parte do conhecimento, do saber. É a postura em face do mundo e às vezes as famílias estão renunciando, deixam na babá eletrônica, deixam em atendimento externo. Às vezes até não apoiam que a escola faça a educação ética. Veja uma piada que aparece muito na internet: anos 70, o pai dá uma bronca no filho que chega com o boletim com notas baixas; hoje, o pai vai reclamar na escola.

O GLOBO - E as mudanças no Pronatec, bandeira da presidente Dilma?

RJR - Todo mundo que está dentro do programa vai até o fim. Segundo a presidente reiterou ontem (terça-feira), os 12 milhões de matrículas nos quatro anos são a nossa meta (o governo estuda modificar os critérios de repasse de recursos do Pronatec, exigindo que tanto a instituição quanto o aluno confirme, mensalmente, a frequência. Antes, a checagem passava só pela instituição).O (fluxo) dos ingressos, ainda não sabemos como se dará.

O GLOBO - Como valorizar o professor? Apenas com salário? Há críticas sobre a qualidade dos docentes.

RJR - É legítimo que o professor queira mais dinheiro, porque a posição social dele despencou. Ele ganha 70% da média do que ganham os profissionais de ensino superior. Há os que defendem a valorização do professor só pelo aumento salarial. E os que pensam que boas práticas vão dispensar o aumento de salário. Nenhum lado está certo. O segredo é ligar os dois. O aumento é vital, às vezes uma questão de sobrevivência. Agora, temos também que exigir formas de melhorar o desempenho da atividade.

O GLOBO - E como fazer isso?

RJR - Educação básica é (responsabilidade de) estados e municípios. O MEC pode oferecer expertise e dinheiro. Às vezes, para oferecer expertise, você nem precisa de dinheiro. A ideia dos diretores de escolas que está agora em consulta (pública), por exemplo. É dar uma capacitação para que eles saibam administrar, gerir é açgo difícil. Essa capacitação seria por meio dos estados e municípios. Você tem material impresso pelo próprio MEC, e de outras instituições, para elaborar aula. É dessa forma que podemos trabalhar.

O GLOBO - Quais desafios o senhor se colocou ao aceitar o cargo de ministro?

RJR - São três. O primeiro é a universalização da educação. Todas as metas têm que dar escala. No passado, a educação foi fabulosa para 1% da população. Numa sociedade como a atual, tem que integrar mais gente, não existe mais sustentação ideológica para a desigualdade. Segundo ponto é proporcionar tudo isso com qualidade. O terceiro ponto eu chamaria de criatividade. Como fazer tudo isso, de forma mais criativa, tornando a educação prazerosa. Isso não está nas metas (do Plano Nacional de Educação), mas é essencial.

 

Comentários

Torre Eiffel é fechada por greve de funcionários

2015-04-08t161740z_14002649

 

 

A Torre Eiffel permanecerá fechada por grande parte da quinta-feira por uma greve dos funcionários que trabalham no monumento emblemático de Paris, parte de um movimento de paralisação mais amplo contra a austeridade na França.

“A Torre Eiffel permanecerá fechada até as 18H00 (13H00 de Brasília) e reabrirá durante a noite. A equipe diurna (funcionários de caixa e da recepção) votou a favor da greve, em 90%, para denunciar a política de austeridade do governo”, afirmou Stéphane Dieu, representante do sindicato CGT.

De acordo com os sindicalistas, cartazes com informações foram espalhados na entrada do monumento para evitar que os visitantes “esperem de maneira inútil”.

Símbolo de Paris, a Torre Eiffel recebeu mais de sete milhões de visitantes ano passado.

 

 

Comentários

Veja como votou cada deputado no projeto da terceirização

Do UOL
Em São Paulo

 

8abr2015---deputados-do-pt-abrem-faixa-contra-o-projeto-de-lei-da-terceirizacao-no-plenario-da-camara-durante-a-sessao-destinada-a-votacao-do-pl-o-texto-foi-aprovado-na-noite-na-noite-desta-quarta-feira-14285382

 

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (8) o texto-base do Projeto de Lei 4330/04, que regulamenta oscontratos de terceirização no setor privado e para as empresas públicas, de economia mista, suas subsidiárias e controladas na União, nos Estados, no Distrito Federal e nos municípios. Foram 324 votos a favor do texto, 137 contra e 2 abstenções. Veja abaixo como votou cada deputado.

  • Deputados do DEM:

Alberto Fraga  (DF) – Sim
Alexandre Leite  (SP) – Sim
Carlos Melles  MG  Sim
Efraim Filho  PB  Sim
Eli Côrrea Filho  SP  Sim
Elmar Nascimento  BA  Sim
Felipe Maia  RN  Sim
Hélio Leite  PA  Sim
Jorge Tadeu Mudalen  SP  Sim
José Carlos Aleluia  BA  Sim
Mandetta  MS  Sim
Misael Varella  MG  Sim
Moroni Torgan  CE  Não
Onyx Lorenzoni  RS  Sim
Osmar Bertoldi  PR  Sim
Pauderney Avelino  AM  Sim
Paulo Azi  BA  Sim
Professora Dorinha Seabra Rezende  TO  Não
Rodrigo Maia  RJ  Sim
Total DEM: 19

  • Deputados do PCdoB:

Alice Portugal  BA  Não
Aliel Machado  PR  Não
Carlos Eduardo Cadoca  PE  Sim
Chico Lopes  CE  Não
Daniel Almeida  BA  Não
Davidson Magalhães  BA  Não
Jandira Feghali  RJ  Não
Jô Moraes  MG  Não
João Derly  RS  Não
Luciana Santos  PE  Não
Orlando Silva  SP  Não
Rubens Pereira Júnior  MA  Não
Wadson Ribeiro  MG  Não
Total PCdoB: 13

 

  • Deputados do PDT:

Abel Mesquita Jr.  RR  Sim
Afonso Motta  RS  Sim
André Figueiredo  CE  Sim
Dagoberto  MS  Sim
Damião Feliciano  PB  Não
Deoclides Macedo  MA  Sim
Félix Mendonça Júnior  BA  Sim
Flávia Morais  GO  Sim
Giovani Cherini  RS  Sim
Major Olimpio  SP  Sim
Marcelo Matos  RJ  Não
Marcos Rogério  RO  Não
Mário Heringer  MG  Sim
Roberto Góes  AP  Sim
Sergio Vidigal  ES  Sim
Subtenente Gonzaga  MG  Não
Weverton Rocha  MA  Sim
Wolney Queiroz  PE  Não
Total PDT: 18

  • Deputados do PEN:

André Fufuca  MA  Sim
Junior Marreca  MA  Sim
Total PEN: 2

  • Deputados do PHS:

Adail Carneiro  CE  Sim
Carlos Andrade  RR  Sim
Diego Garcia  PR  Não
Kaio Maniçoba  PE  Sim
Marcelo Aro  MG  Sim
Total PHS: 5

  • Deputados do PMDB:

Alceu Moreira  RS  Sim
Baleia Rossi  SP  Sim
Cabuçu Borges  AP  Sim
Carlos Henrique Gaguim  TO  Sim
Carlos Marun  MS  Sim
Celso Jacob  RJ  Sim
Celso Maldaner  SC  Sim
Celso Pansera  RJ  Sim
Daniel Vilela  GO  Sim
Danilo Forte  CE  Sim
Darcísio Perondi  RS  Sim
Dulce Miranda  TO  Sim
Edinho Bez  SC  Sim
Edio Lopes  RR  Sim
Eduardo Cunha  RJ  Art. 17
Elcione Barbalho  PA  Sim
Fabio Reis  SE  Sim
Fernando Jordão  RJ  Sim
Flaviano Melo  AC  Sim
Geraldo Resende  MS  Sim
Hermes Parcianello  PR  Não
Hildo Rocha  MA  Sim
Hugo Motta  PB  Sim
Jarbas Vasconcelos  PE  Sim
João Arruda  PR  Não
João Marcelo Souza  MA  Sim
José Fogaça  RS  Sim
Josi Nunes  TO  Sim
Laudivio Carvalho  MG  Sim
Lelo Coimbra  ES  Sim
Leonardo Picciani  RJ  Sim
Leonardo Quintão  MG  Sim
Lindomar Garçon  RO  Sim
Lucio Mosquini  RO  Não
Lucio Vieira Lima  BA  Sim
Manoel Junior  PB  Sim
Marcelo Castro  PI  Sim
Marcos Rotta  AM  Sim
Marinha Raupp  RO  Não
Marquinho Mendes  RJ  Sim
Marx Beltrão  AL  Sim
Mauro Lopes  MG  Sim
Mauro Mariani  SC  Sim
Mauro Pereira  RS  Sim
Newton Cardoso Jr  MG  Sim
Osmar Serraglio  PR  Sim
Osmar Terra  RS  Não
Pedro Chaves  GO  Sim
Rodrigo Pacheco  MG  Sim
Rogério Peninha Mendonça  SC  Sim
Ronaldo Benedet  SC  Sim
Roney Nemer  DF  Sim
Saraiva Felipe  MG  Sim
Sergio Souza  PR  Sim
Silas Brasileiro  MG  Sim
Soraya Santos  RJ  Sim
Valdir Colatto  SC  Sim
Veneziano Vital do Rêgo  PB  Sim
Vitor Valim  CE  Não
Walter Alves  RN  Sim
Washington Reis  RJ  Sim
Total PMDB: 61

  • Deputados do PMN:

Dâmina Pereira  MG  Sim
Hiran Gonçalves  RR  Sim
Total PMN: 2

  • Deputados do PP:

Afonso Hamm  RS  Sim
Aguinaldo Ribeiro  PB  Sim
Arthur Lira  AL  Sim
Beto Rosado  RN  Sim
Cacá Leão  BA  Sim
Conceição Sampaio  AM  Sim
Covatti Filho  RS  Sim
Dilceu Sperafico  PR  Sim
Dimas Fabiano  MG  Sim
Eduardo da Fonte  PE  Sim
Esperidião Amin  SC  Sim
Ezequiel Fonseca  MT  Sim
Fernando Monteiro  PE  Sim
Guilherme Mussi  SP  Sim
Iracema Portella  PI  Sim
Jerônimo Goergen  RS  Sim
Jorge Boeira  SC  Não
José Otávio Germano  RS  Sim
Julio Lopes  RJ  Sim
Lázaro Botelho  TO  Sim
Luis Carlos Heinze  RS  Sim
Luiz Fernando Faria  MG  Sim
Marcelo Belinati  PR  Não
Marcus Vicente  ES  Sim
Mário Negromonte Jr.  BA  Sim
Missionário José Olimpio  SP  Sim
Nelson Meurer  PR  Não
Odelmo Leão  MG  Sim
Paulo Maluf  SP  Sim
Renato Molling  RS  Sim
Ricardo Barros  PR  Sim
Roberto Balestra  GO  Sim
Roberto Britto  BA  Sim
Ronaldo Carletto  BA  Sim
Sandes Júnior  GO  Sim
Simão Sessim  RJ  Sim
Toninho Pinheiro  MG  Sim
Total PP: 37

  • Deputados do PPS:

Alex Manente  SP  Sim
Arnaldo Jordy  PA  Não
Carmen Zanotto  SC  Sim
Eliziane Gama  MA  Não
Hissa Abrahão  AM  Sim
Marcos Abrão  GO  Sim
Moses Rodrigues  CE  Não
Raul Jungmann  PE  Sim
Roberto Freire  SP  Sim
Rubens Bueno  PR  Sim
Sandro Alex  PR  Sim
Total PPS: 11

  • Deputados do PR:

Aelton Freitas  MG  Sim
Alfredo Nascimento  AM  Sim
Altineu Côrtes  RJ  Sim
Anderson Ferreira  PE  Sim
Bilac Pinto  MG  Sim
Cabo Sabino  CE  Não
Capitão Augusto  SP  Sim
Clarissa Garotinho  RJ  Não
Dr. João  RJ  Sim
Francisco Floriano  RJ  Sim
Giacobo  PR  Sim
Gorete Pereira  CE  Sim
João Carlos Bacelar  BA  Não
Jorginho Mello  SC  Sim
José Rocha  BA  Sim
Lincoln Portela  MG  Não
Luiz Cláudio  RO  Sim
Luiz Nishimori  PR  Sim
Magda Mofatto  GO  Sim
Marcio Alvino  SP  Sim
Maurício Quintella Lessa  AL  Sim
Miguel Lombardi  SP  Sim
Milton Monti  SP  Sim
Paulo Feijó  RJ  Sim
Remídio Monai  RR  Sim
Silas Freire  PI  Não
Tiririca  SP  Não
Vinicius Gurgel  AP  Sim
Wellington Roberto  PB  Sim
Zenaide Maia  RN  Abstenção
Total PR: 30

  • Deputados do PRB:

Alan Rick  AC  Sim
André Abdon  AP  Sim
Antonio Bulhões  SP  Não
Beto Mansur  SP  Sim
Carlos Gomes  RS  Sim
César Halum  TO  Sim
Cleber Verde  MA  Sim
Fausto Pinato  SP  Sim
Jhonatan de Jesus  RR  Sim
Jony Marcos  SE  Não
Marcelo Squassoni  SP  Sim
Márcio Marinho  BA  Não
Roberto Sales  RJ  Sim
Ronaldo Martins  CE  Não
Rosangela Gomes  RJ  Sim
Tia Eron  BA  Sim
Vinicius Carvalho  SP  Sim
Total PRB: 17

  • Deputados do PROS:

Ademir Camilo  MG  Não
Antonio Balhmann  CE  Sim
Beto Salame  PA  Não
Domingos Neto  CE  Sim
Dr. Jorge Silva  ES  Sim
Givaldo Carimbão  AL  Sim
Hugo Leal  RJ  Sim
Leônidas Cristino  CE  Sim
Miro Teixeira  RJ  Não
Ronaldo Fonseca  DF  Sim
Valtenir Pereira  MT  Sim
Total PROS: 11

  • Deputados do PRP:

Alexandre Valle  RJ  Sim
Juscelino Filho  MA  Sim
Marcelo Álvaro Antônio  MG  Sim
Total PRP: 3

  • Deputados do PSB

Adilton Sachetti  MT  Sim
Átila Lira  PI  Não
Bebeto  BA  Não
Fabio Garcia  MT  Sim
Fernando Coelho Filho  PE  Sim
Flavinho  SP  Sim
Glauber Braga  RJ  Não
Gonzaga Patriota  PE  Sim
Heitor Schuch  RS  Não
Heráclito Fortes  PI  Sim
Janete Capiberibe  AP  Não
João Fernando Coutinho  PE  Sim
José Reinaldo  MA  Sim
Jose Stédile  RS  Não
Júlio Delgado  MG  Sim
Keiko Ota  SP  Sim
Leopoldo Meyer  PR  Sim
Luciano Ducci  PR  Sim
Luiz Lauro Filho  SP  Sim
Luiza Erundina  SP  Não
Maria Helena  RR  Não
Marinaldo Rosendo  PE  Sim
Pastor Eurico  PE  Sim
Paulo Foletto  ES  Sim
Rodrigo Martins  PI  Sim
Stefano Aguiar  MG  Sim
Tadeu Alencar  PE  Não
Tenente Lúcio  MG  Sim
Tereza Cristina  MS  Sim
Vicentinho Júnior  TO  Sim
Total PSB: 30

  • Deputados do PSC:

Andre Moura  SE  Sim
Erivelton Santana  BA  Sim
Gilberto Nascimento  SP  Sim
Irmão Lazaro  BA  Sim
Júlia Marinho  PA  Sim
Marcos Reategui  AP  Não
Pr. Marco Feliciano  SP  Não
Professor Victório Galli  MT  Sim
Raquel Muniz  MG  Sim
Silvio Costa  PE  Sim
Total PSC: 10

  • Deputados do PSD:

Alexandre Serfiotis  RJ  Sim
Átila Lins  AM  Sim
Cesar Souza  SC  Sim
Danrlei de Deus Hinterholz  RS  Não
Delegado Éder Mauro  PA  Abstenção
Diego Andrade  MG  Sim
Evandro Rogerio Roman  PR  Sim
Fábio Faria  RN  Sim
Fábio Mitidieri  SE  Sim
Fernando Torres  BA  Sim
Francisco Chapadinha  PA  Sim
Goulart  SP  Sim
Herculano Passos  SP  Sim
Heuler Cruvinel  GO  Sim
Irajá Abreu  TO  Sim
Jaime Martins  MG  Sim
Jefferson Campos  SP  Sim
João Rodrigues  SC  Sim
Joaquim Passarinho  PA  Sim
José Carlos Araújo  BA  Sim
José Nunes  BA  Sim
Júlio Cesar  PI  Sim
Marcos Montes  MG  Sim
Ricardo Izar  SP  Sim
Rogério Rosso  DF  Sim
Rômulo Gouveia  PB  Sim
Sérgio Brito  BA  Sim
Sergio Zveiter  RJ  Sim
Sóstenes Cavalcante  RJ  Não
Walter Ihoshi  SP  Sim
Total PSD: 30

 

Deputados do PSDB:

Alexandre Baldy  GO  Sim
Alfredo Kaefer  PR  Sim
Antonio Imbassahy  BA  Sim
Arthur Virgílio Bisneto  AM  Sim
Betinho Gomes  PE  Sim
Bruna Furlan  SP  Sim
Bruno Covas  SP  Sim
Caio Narcio  MG  Sim
Célio Silveira  GO  Sim
Daniel Coelho  PE  Sim
Delegado Waldir  GO  Sim
Domingos Sávio  MG  Sim
Eduardo Barbosa  MG  Sim
Eduardo Cury  SP  Sim
Fábio Sousa  GO  Sim
Geovania de Sá  SC  Não
Giuseppe Vecci  GO  Sim
Izalci  DF  Sim
João Campos  GO  Sim
João Castelo  MA  Sim
João Gualberto  BA  Sim
João Paulo Papa  SP  Sim
Lobbe Neto  SP  Sim
Luiz Carlos Hauly  PR  Sim
Mara Gabrilli  SP  Não
Marco Tebaldi  SC  Sim
Marcus Pestana  MG  Sim
Mariana Carvalho  RO  Sim
Miguel Haddad  SP  Sim
Nelson Marchezan Junior  RS  Sim
Nilson Leitão  MT  Sim
Nilson Pinto  PA  Sim
Otavio Leite  RJ  Sim
Paulo Abi-Ackel  MG  Sim
Pedro Cunha Lima  PB  Sim
Pedro Vilela  AL  Sim
Raimundo Gomes de Matos  CE  Sim
Ricardo Tripoli  SP  Sim
Rocha  AC  Sim
Rodrigo de Castro  MG  Sim
Rogério Marinho  RN  Sim
Rossoni  PR  Sim
Samuel Moreira  SP  Sim
Shéridan  RR  Sim
Silvio Torres  SP  Sim
Vitor Lippi  SP  Sim
Total PSDB: 46
  • Deputados do PSDC:

Aluisio Mendes  MA  Sim
Luiz Carlos Ramos  RJ  Sim
Total PSDC: 2

  • Deputados do PSL:

Macedo  CE  Não
Total PSL: 1

  • Deputados do PSOL:

Cabo Daciolo  RJ  Não
Chico Alencar  RJ  Não
Edmilson Rodrigues  PA  Não
Ivan Valente  SP  Não
Jean Wyllys  RJ  Não
Total PSOL: 5

  • Deputados do PT:

Adelmo Carneiro Leão  MG  Não
Afonso Florence  BA  Não
Alessandro Molon  RJ  Não
Ana Perugini  SP  Não
Andres Sanchez  SP  Não
Angelim  AC  Não
Arlindo Chinaglia  SP  Não
Assis Carvalho  PI  Não
Assis do Couto  PR  Não
Benedita da Silva  RJ  Não
Beto Faro  PA  Não
Bohn Gass  RS  Não
Caetano  BA  Não
Carlos Zarattini  SP  Não
Chico D Angelo  RJ  Não
Décio Lima  SC  Não
Enio Verri  PR  Não
Erika Kokay  DF  Não
Fabiano Horta  RJ  Não
Fernando Marroni  RS  Não
Givaldo Vieira  ES  Não
Helder Salomão  ES  Não
Henrique Fontana  RS  Não
João Daniel  SE  Não
Jorge Solla  BA  Não
José Airton Cirilo  CE  Não
José Guimarães  CE  Não
José Mentor  SP  Não
Leo de Brito  AC  Não
Leonardo Monteiro  MG  Não
Luiz Couto  PB  Não
Luiz Sérgio  RJ  Não
Luizianne Lins  CE  Não
Marco Maia  RS  Não
Marcon  RS  Não
Margarida Salomão  MG  Não
Maria do Rosário  RS  Não
Merlong Solano  PI  Não
Moema Gramacho  BA  Não
Nilto Tatto  SP  Não
Odorico Monteiro  CE  Não
Padre João  MG  Não
Paulão  AL  Não
Paulo Pimenta  RS  Não
Paulo Teixeira  SP  Não
Pedro Uczai  SC  Não
Professora Marcivania  AP  Não
Ságuas Moraes  MT  Não
Sibá Machado  AC  Não
Toninho Wandscheer  PR  Não
Valmir Assunção  BA  Não
Valmir Prascidelli  SP  Não
Vander Loubet  MS  Não
Vicente Candido  SP  Não
Vicentinho  SP  Não
Waldenor Pereira  BA  Não
Weliton Prado  MG  Não
Zé Carlos  MA  Não
Zé Geraldo  PA  Não
Zeca Dirceu  PR  Não
Zeca do Pt  MS  Não

Total PT: 61

  • Deputados do PTB:

Adelson Barreto  SE  Sim
Alex Canziani  PR  Sim
Antonio Brito  BA  Sim
Arnaldo Faria de Sá  SP  Não
Arnon Bezerra  CE  Sim
Benito Gama  BA  Sim
Deley  RJ  Não
Eros Biondini  MG  Não
Jorge Côrte Real  PE  Sim
Josué Bengtson  PA  Sim
Jovair Arantes  GO  Sim
Jozi Rocha  AP  Sim
Luiz Carlos Busato  RS  Sim
Nelson Marquezelli  SP  Sim
Nilton Capixaba  RO  Sim
Paes Landim  PI  Sim
Pedro Fernandes  MA  Não
Ricardo Teobaldo  PE  Sim
Ronaldo Nogueira  RS  Não
Walney Rocha  RJ  Sim
Wilson Filho  PB  Sim
Zeca Cavalcanti  PE  Não
Total PTB: 22

  • Deputados do PTC:

Brunny  MG  Não
Uldurico Junior  BA  Não
Total PTC: 2
PTdoB
Luis Tibé  MG  Sim
Pastor Franklin  MG  Sim
Total PTdoB: 2

 

  • Deputados do PTN:

Bacelar  BA  Não
Christiane de Souza Yared  PR  Não
Delegado Edson Moreira  MG  Sim
Renata Abreu  SP  Sim
Total PTN: 4

 

  • Deputados do PV:

Evair de Melo  ES  Sim
Evandro Gussi  SP  Sim
Fábio Ramalho  MG  Sim
Leandre  PR  Sim
Victor Mendes  MA  Sim
William Woo  SP  Sim
Total PV: 6

  • Deputados do Solidariedade:

Arthur Oliveira Maia  BA  Sim
Augusto Carvalho  DF  Sim
Augusto Coutinho  PE  Sim
Aureo  RJ  Sim
Benjamin Maranhão  PB  Sim
Carlos Manato  ES  Sim
Elizeu Dionizio  MS  Sim
Expedito Netto  RO  Sim
Ezequiel Teixeira  RJ  Sim
Genecias Noronha  CE  Sim
Laercio Oliveira  SE  Sim
Lucas Vergilio  GO  Sim
Paulo Pereira da Silva  SP  Sim
Zé Silva  MG  Sim
Total Solidaried: 14

Comentários