Blog do André Cacau

Salgueiro bate Botafogo-PB pelo placar mínimo e começa com o pé direto.

Com gol de Piauí, o Carcará aproveita o mando de campo e sai na frente, na primeira rodada da terceira divisão do Campeonato Brasileiro.
Não foi um primor de estreia, mas deu para o gasto. Pelo menos para o Salgueiro, que venceu o Botafogo-PB nesta quarta-feira, por 1 a 0, no Estádio Cornélio de Barros, no sertão pernambucano. O único gol da partida foi marcado por Piauí, aos 31 minutos do primeiro. O jogador recebeu cruzamento dentro da área e cabeceou para dar os três primeiros pontos ao Carcará.
CARCARÁ LARGA NA FRENTE

Jogando em casa, o Salgueiro começou melhor. O time pernambucano explorava a velocidade de seus jogadores, principalmente Tatu, Cássio e Tamandaré e buscava cruzamentos para os atacantes Piauí e Tatu.
Retraído completamente, o Botafogo tentava responder em contra-ataques, mas desperdiçava a posse de bola com erros de passe em momentos importantes. Com poucas jogadas de perigo por parte do Belo, o goleiro Luciano foi praticamente um espectador na primeira etapa.
Depois de insistir um pouco, o primeiro gol do Sagueiro finalmente saiu aos 31 minutos. Bem colocado, Piauí recebeu cruzamento de Cássio dentro da área e completou de cabeça para vencer o goleiro Michel Alves e fazer a festa da torcida do Carcará antes do intervalo.
O Salgueiro ainda desperdiçou algumas boas chegadas, mais um melhor primeiro tempo garantiu o resultado no fim da partida.
CARCARÁ CAIU MUITO DE RENDIMENTO
Com as mudanças logo no início do segundo tempo, o Botafogo foi melhorando na partida. Buscando o empate, os visitantes passaram a se postar no campo ofensivo e empurrar o adversário para a defesa. Em uma das melhores chances, aos 17 minutos, Jeferson Recife arriscou de fora da área e acertou a trave.
Luciano foi exigido pelo ataque do Belo em uma bola que sobrou para Warley e foi se tornando no grande nome do segundo tempo até pela experiência em parar o jogo em momentos delicados. Tendo feito as substituições por lesões, o Salgueiro pouco pode fazer em surpresas que levasse ao ataque, e some-se a isso a fraca atuação de Toty, lateral direito improvisado na frente, não rendeu e acabou sendo ineficaz tanto na defesa quanto no ataque. Apostando muito na bola aérea o Belo não foi feliz, o Salgueiro segurou o resultado positivo até o final e colocou o Carcará na liderança do Grupo A da Série C ao final da primeira rodada.
PRÓXIMOS JOGOS

As duas equipes voltam a campo no sábado para a segunda rodada da Série C. Às 19 horas, o Botafogo recebe o Cuiabá no Almeidão. Uma hora mais tarde, o Salgueiro enfrenta o ABC no Frasqueirão.


Fonte: Darlando Barros 

Comentários

STF dá prazo de cinco dias para Temer se explicar sobre reforma administrativa


STF dá prazo de cinco dias para Temer se explicar sobre reforma administrativa
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, estabeleceu o prazo de cinco dias para que o presidente em exercício, Michel Temer, se pronuncie sobre a realização da reforma administrativa ocorrida logo após o afastamento da presidente Dilma no processo de impeachment, segundo informações da Agência Estado.
“Tratando-se a medida cautelar de providência de caráter excepcional, à vista da presunção de validade dos atos estatais, determino a oitiva da Exmo. Sr. Presidente da República em exercício, a cerca do pedido de medida cautelar, no prazo de cinco dias”, diz Barroso no despacho proferido anteontem.
A decisão do ministro tem como base ação encaminhada ao STF pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) para reverter reforma administrativa realizada por Temer.
A sigla questiona atos do Poder Executivo realizados nos últimos dias, funções privativas de Presidente da República, como nomeação de ministros, fusão e extinção de ministérios, alteração de política externa, implementação de reformas tributárias e previdenciárias, venda de empresas públicas, extinção e redução de programas sociais e anulação de atos praticados pela residente eleita Dilma durante o exercício regular do mandato.
“A precariedade do mandato de um presidente em exercício não permite que ele faça reformas tão profundas. Defendemos que ele se abstenha de fazer esse tipo de ação durante o mandato interino que pode prejudicar programas tão essenciais ao país”, afirmou à reportagem o deputado federal e ex-ministro das Comunicações, André Figueiredo (CE).
Após os esclarecimentos de Temer, a ação será encaminhada para um posicionamento do advogado-geral da União e do Procurador-geral da República que deverão se manifestar também no prazo de cinco dias.

Comentários

Vereador André Cacau apresenta Projeto de Lei que cria o Programa Escola Sustentável

Na sessão ordinária desta quinta-feira (25/5) o vereador André Cacau apresentou Projeto de Lei que cria o Programa Escola Sustentável no Município do Salgueiro.
O Programa visa adequar as unidades escolares do município a requisitos de sustentabilidade ambiental, em consonância com a atual conjuntura de crise hídrica.
Preservar o meio ambiente é fundamental para buscar uma cidade mais saudável e garantir uma vida melhor para as futuras gerações. Por isso, o Poder Público Municipal tem o dever de elaborar e colocar em prática ideias para realizar o desenvolvimento da cidade de forma menos prejudicial à natureza.
Para além dos ganhos ambientais ao município, a intenção é que as escolas possam se utilizar da modernização com os equipamentos sustentáveis para promover atividades com toda a comunidade escolar, de modo que esta se aproprie do debate a respeito do desenvolvimento sustentável.

Comentários

Gravação com Jucá revela que impeachment foi pacto para deter a Lava Jato


Em diálogos gravados em março, semanas antes da votação na Câmara que desencadeou o impeachment da presidente Dilma Rousseff, o ministro do Planejamento, Romero Jucá (PMDB-RR), sugeriu ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado que uma “mudança” no governo federal resultaria em um pacto para “estancar a sangria” representada pela Operação Lava Jato, que investiga ambos;”Se é político, como é a política? Tem que resolver essa porra. Tem que mudar o governo para estancar essa sangria”, diz Jucá; ele fala em construir um pacto nacional “com o Supremo, com tudo”; Machado concorda: “aí parava tudo”; eles disseram ainda que a operação era uma ameaça tanto para PMDB como para o PSDB e que o único empecilho era o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), porque odiaria Cunha: “Michel é Eduardo Cunha”; diálogo parece confirmar a tese do escritor Miguel Sousa Tavares de que o impeachment foi uma “assembleia de bandidos, presidida por um bandido, para afastar uma mulher honesta”Fonte: Brasil 247

Comentários

André Cacau e Pedro de Compadre reúnem-se com representante da CONAB

Os vereadores André Cacau e Pedro de Compadre reuniram-se com o Superintendente da CONAB para tentar buscar uma solução ao impasse da distribuição do milho subsidiado pela CONAB. 

A grande seca que castiga o sertão pernambucano vem dificultando a manutenção dos rebanhos locais e o milho subsidiado pelo governo diminui um pouco o alto custo com a alimentação dos rebanhos locais. 

Outros assuntos de grande interesse dos produtores da agricultura familiar como o Programa de Aquisição de Alimentos foi bastante discutido e pode ser ampliado na cidade.

Comentários

Vereador André Cacau apresenta Projeto de Lei sobre a utilização de energia solar “fotovoltaica”

O Vereador André Cacau apresentou nesta quinta-feira (19.05.2016), o Projeto de Lei que dispõe sobre a obrigatoriedade pelo Poder Público Municipal de utilizar energia solar “fotovoltaica” em todas as edificações pertencentes à Administração Pública, ajudando a aumentar a eficiência energética do país e a utilizar melhor a capacidade do sistema de energia elétrica brasileira. Com isso, diminuem-se os custos da máquina pública, além de dar o exemplo de buscar a sustentabilidade em suas ações e investimentos.

Segundo o vereador, sempre que nos deparamos com uma crise energética no país, sentimos a necessidade de diversificar nossas fontes de energia renovável, seguindo a tendência mundial de buscar o desenvolvimento em harmonia com o meio ambiente. Mesmo com todo o potencial energético, a energia solar é pouco explorada em nosso país, e, a energia solar fotovoltaica, ainda não recebeu o mesmo tratamento dedicado a outras fontes de energia renovável, como é o caso, por exemplo, da energia eólica que, felizmente, tem crescido de forma vertiginosa no país.

De acordo com um estudo publicado pelo Conselho Mundial de Energia, 70% da energia consumida no mundo será de origem solar, o que levará a ocasionar menores riscos à população. Com a obrigatoriedade do Poder Público de implantar energia solar nos prédios da Administração Pública, as indústrias de máquinas, equipamentos, estruturas, painéis, placas e outros componentes necessários à produção de energia solar, deve ganhar novo incentivo, possibilitando ganhos de escala na produção e redução de custos ao consumidor final, contribuindo para gerar milhares de empregos e impulsionando a economia local.

Comentários

Vereador André Cacau apresenta Projeto de Lei sobre a utilização de lâmpadas LED

Nesta quinta-feira (19.05.2016), o Vereador André Cacau apresentou Projeto de Lei que dispõe sobre a utilização de lâmpadas ou luminárias de “Diodo Emissor de Luz” – LED, em espaços públicos do Município de Salgueiro, como praças, centros de convivências, centros esportivos e outros do mesmo gênero.

Devido o aumento na tarifa cobrada pelo fornecimento de energia elétrica, por conta da crise hídrica no país, busca-se com esse projeto de lei encontrar uma saída sustentável de diminuir os gastos públicos derivados deste tipo de consumo, valorizando os recursos do contribuinte, assim como, os recursos naturais.

André Cacau ressalta que Municípios como Manaus – AM, Lagoa de Prata – MG e São Paulo – SP, já são adeptos desta iniciativa, e Salgueiro, cidade polo do Sertão Central, pode aderir e contribuir com o uso consciente da energia elétrica.

Assim que a Lei entrar em vigor, à medida que a Administração Pública for realizar as substituições das lâmpadas antigas que estão inutilizáveis, deverá trocar de forma gradativa pelas novas luminárias LED, que deverão ser adotadas também em todas as vias públicas do município.

Segue, para conhecimento da população como um todo, os benefícios da tecnologia LED:

Vida

Qualidade

Energia

Radiação

Uma lâmpada LED funciona uma média de 35.000 a 50.000 horas. Uma lâmpada normal trabalha em média de 800 a 1.000 horas, uma CFL (compact fluorescent lamp) aproximadamente 6.000 a 8.000 horas, com uma utilização média de 4 horas por dia, ela vai durar cerca de 35 anos.

LED são insensíveis à vibração.

A lâmpada LED utiliza até 90% menos energia que uma lâmpada convencional e cerca da metade de uma CFL.

A lâmpada LED não emite radiação UV (ultravioleta). A radiação UV torna os produtos insalubres e com descolorações indesejáveis.

Sem calor

Substituição

Enxofre

Recicláveis

A lâmpada de LED utiliza pouco calor. Isso muitas vezes significa também economia nos custos de ar condicionado.

Através do LED de 50.000 horas, as lâmpadas terão um prazo maior de vida útil. Isso significa uma economia considerável nos custos do trabalho. Em alguns casos, este custo é bastante elevado devido aos locais de difícil acesso, tais como ginásios, iluminação pública, iluminação de parques, etc.

Por causa da energia favorável da lâmpada LED é possível uma economia em emissão de CO2. A produção de luzes LED não necessita de enxofre. Isso também cria uma economia considerável a longo prazo.

As lâmpadas LED têm alguns componentes que se desgastam. Existe a possibilidade de que apenas os componentes desgastados sejam substituídos. Isso faz com que a luz LED seja quase totalmente reciclável.

 

Comentários

Na última quarta-feira (04.05.16) o Vereador André Cacau participou com alguns companheiros do “Ato público em prol da Democracia”, no IF-Sertão (Campus Salgueiro)

 

1.0

       

Durante o dia 04.05.2016, no Instituto Federal (Campus Salgueiro-PE), ocorreu o “Ato público em prol da Democracia” organizado pelo grêmio estudantil Raimundo Carreiro, que estimulou o debate em defesa da Democracia, diante do cenário político brasileiro.

O evento, que foi de inteira inciativa do alunado do IF-Sertão, contou com as contribuições de professores e alunos do Instituto, de outros professores da cidade de Salgueiro, de militantes partidários, diga-se de passagem, do Partido dos Trabalhadores, nas falas do Vereador André Cacau, de militantes locais e da Secretaria de Governo da Presidência da República, entre outros visitantes que explanaram e se posicionaram nesse momento de reflexão política e social.

Esse ato aconteceu com uma programação que envolveu os três turnos do dia, sendo pela manhã “Abertura e momento de reflexão política” (9h30 às 11h50), à tarde com um “Momento artístico, confecção de cartazes e manifestação pacífica” (15h30 às 16h20) e, para o encerramento, um “Aulão temático sobre consciência política” (19h às 22h), somados a outras intervenções dos que se fizeram presentes nessa jornada democrática.

Discutiram-se as tramas dos jogos políticos no Brasil, os dois setores de oposição que falam em democracia no país, uns puxando para o viés político, filosófico, sociológico, outros pelas raízes históricas, pelos espaços regionais brasileiros, pelo sentido das linguagens, mas, principalmente, com enfoque na questão da “comunicação”. Muitos exteriorizaram que a crise que toma conta do Brasil não é uma crise do agora, não é uma crise somente global, mas, uma crise sistêmica, do capitalismo mundial.

O vereador André Cacau, entre outros participantes, se colocou contra o processo de “impeachment”, que por mais seja legal e previsto na Constituição, é um procedimento que para ocorrer precisa-se ter “crime” e, a Presidenta da República do Brasil, em nenhum momento das averiguações jurídicas, foi ainda acusada por crime. Portanto, o processo de afastamento é avaliado como um golpe contra a democracia, um golpe político-institucional. Uns falaram em democracia com o posicionamento de que tem que se tomar a cadeira do governo federal, para além dos ritos eleitorais. Os outros posicionamentos, por quase a maioria dos participantes, eram de que “democracia é respeitar os ritos eleitorais”, a eleição direta. Tiveram também as falas sobre a comunicação, o quão as mídias são “parciais”, formadoras das opiniões públicas, sobretudo, falou-se sobre a “rede on line”, espaço que, no Brasil de hoje, é por excelência um espaço de se fazer política, usado, principalmente, pelos jovens.

2.0

3.0

No encerramento, à noite, a jornada no IF-Sertão ainda contou com os reforços de Manoel Messias (Assessor Político da Presidência da República) e de Maurílio Pedrosa (Subchefia de Assuntos Federativos da Presidência da República), que estavam em Salgueiro devido à verificação técnica da Presidenta Dilma Rousseff na Estação de bombeamento Eixo Norte (EBI – 2), Projeto de Integração do São Francisco, visita que ocorreu dois dias após o ato do Instituto Federal.

Na quinta-feira (05.05.16), o vereador André Cacau apresentou “moção de aplausos” na tribuna da Câmara Municipal ao grêmio estudantil Raimundo Carreiro do IF-Sertão, agradecendo pelo convite e pelo momento construído para reflexão e defesa da democracia, oportunidade para denunciar o golpe que querem instaurar mais uma vez no país.

 

 

4.0

Comentários

Alckmin pagou parte da campanha de Cristovam Buarque, diz ex-assessor

CRISTOVAM

fonte: CARTA CAPITAL

Luiz Fernando Emediato acusa senador de receber dinheiro em troca de apoio ao tucano na eleição de 2006

 

No último dia 1º, Luiz Fernando Emediato, ex-coordenador da campanha do senadorCristovam Buarque à Presidência em 2006, usou sua página no Facebook para acusar o hoje senador pelo PPS-DF de receber dinheiro do PSDB em troca de apoio a Geraldo Alckminno segundo turno daquele pleito.

No texto O drama de Cristovam Buarque, Emediato afirma que “premido pelas circunstâncias – a necessidade de pagar seus marqueteiros”, Cristovam “acabou aceitando dinheiro de caixa 2″ para a campanha presidencial, feita então pelo PDT.

“No final, [Cristovam] também aceitou que parte da campanha fosse paga, irregularmente, pelo PSDB de Geraldo Alckmin, em troca de apoio no segundo turno. Na política brasileira, infelizmente, ninguém é santo.”

Após as acusações, Cristovam Buarque declarou ao site Congresso em Foco que vai sugerir à Justiça Eleitoral que reabra a análise da prestação de suas contas, aprovadas na ocasião. E acusou Emediato de irregularidades.

“A Justiça deveria reabrir todas as prestações de contas de candidatos assessorados por Emediato, ele deve saber de muita coisa e poderia até fazer uma delação premiada”, disse o senador.

Buarque disse ainda que Emediato foi editor de vários de seus livros e confirma a sua participação na campanha, mas garante que o jornalista não foi o coordenador geral. Cristovam nega caixa 2 e o recebimento de dinheiro do PSDB para apoiar o partido no segundo turno.

Emediato, então, voltou a usar o Facebook, na noite de segunda-feira 2, para fazer uma tréplica ao senador. No texto, desta vez chamado de O drama de Cristovam Buarque – 2, Emediato afirma que “Cristovam deve ter enlouquecido” ao sugerir que a Justiça reabra todas as prestações de contas de candidatos assessorados por ele.

“Eu não assessoro mais nenhum candidato desde que fiz a campanha dele, há 10 anos. Já não assessorava naquela época, aliás. Eu edito livros. E delação premiada quem faz é criminoso, para atenuar sua pena”, defendeu-se Emediato.

Ainda em seu primeiro texto, Emediato afirma ter coordenado a campanha de 2006 de graça, “por pura amizade e convicção.”

Emediato já foi assessor da Força Sindical, a central dirigida pelo deputado Paulo Pereira da Silva (hoje no Solidariedade, mas que foi colega de Cristovam Buarque no PDT), e presidente do Conselho do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Além de afirmar ter trabalhado de graça como coordenador na campanha do senador ao Planalto, chegou a doar “alguns trocados, mas não foi pelo caixa 2”.

No segundo texto, Emediato diz que por ter trabalhado de graça não foi pago com os recursos de caixa 2 que Buarque teria recebido. “Não cometi crime algum. Caso a Justiça queira saber dessa história, quem poderia fazer delação premiada seria ele, que usou o dinheiro em seu benefício, e não eu.”

Sobre a aprovação das contas de campanha pela Justiça Eleitoral, Emediato diz que Buarque “só declarou, como qualquer um, o que recebeu legalmente.”

Impeachment

A troca de farpas entre senador e ex-coordenador de campanha tem origem na posição pró-impeachment anunciada por Buarque. Emediato inicia sua primeira mensagem dizendo que Cristovam Buarque está sendo hostilizado e até abandonado por parte dos seus eleitores porque anunciou que vai votar pela abertura do processo de impeachment enquanto reflete se vai apoiar ou não o afastamento da presidente no julgamento final.

Já o senador afirma ter recebido mensagens de Emediato com o objetivo de convencê-lo a se manifestar contra o impeachment.

Ainda em seu primeiro texto Emediato diz, sobre a dúvida de Buarque, que o senador “é assim, mesmo, confuso. É também muito vaidoso, meio ególatra e carrega o enorme ressentimento de ter sido demitido por Lula – pelo telefone – do cargo de ministro da Educação”, alfineta. “Na minha opinião, como Cristovam está em dúvida, ele deveria se abster em ambas as votações.”

 

Comentários

Sem Terras Ocupam Fazenda de Temer em São Paulo

mst

 

FONTE:  Mídia NINJA

 

Na manhã desta segunda-feira (09/05), mil famílias organizadas no Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam a fazenda Esmeralda, com sede em Duartina-SP, ligada ao vice-presidente Michel Temer. Os ocupantes denunciam as conspirações golpistas de Temer, muitas vezes articuladas de dentro da propriedade, ao mesmo tempo que recolocam a necessidade da Reforma Agrária.

A fazenda tem hoje cerca de 1500 hectares, entre os municípios de Duartina, Fernão, Gália e Lucianópolis. Apesar de não constarem registros documentais em nome de Temer, é corrente na cidade a noção de quem é o verdadeiro dono da área, a quem se referem com a expressão “o homem está aí!”, sempre que o vice presidente chega na fazenda para participar de articulações regionais e nacionais do PMDB.

Os manifestantes denunciam que a fazenda cultiva eucalipto, que chamam de “deserto verde” pela sua atuação maléfica de aniquilar os nutrientes do solo. Além dos prejuízos ambientais, o agronegócio praticado ali já foi denunciado pelo Ministério Público do Trabalho também como agressão aos direitos trabalhistas, quando foram realizadas diligências que identificaram trabalho em condições análogas à escravidão.

“Nós estamos ocupando esta fazenda do Temer para denunciar a intervenção do agronegócio na articulação do golpe. A Reforma Agrária, por sua vez, deve ser recolocada na agenda política do país”, informa Kelli Mafort, da Direção Nacional do MST. “Este foi um dos QG do golpe. Estamos aqui para denunciar as ligações escusas de Michel Temer com o proprietário da fazenda e sua empresa de fachada para arregimentar propina”, conclui.

Denúncias na Lava Jato

A Argeplan, empresa do proprietário formal da fazenda, Coronel “Lima”, que era uma empresa pequena, começou a crescer após a chegada de Temer no alto escalão do governo. Num contrato de R$ 162 milhões com a empresa Engevix, cujo proprietário José Antunes foi preso na operação Lava Jato, foi revelada (em delação premiada pelo próprio Antunes) a passagem de propina no valor de R$ 1 milhão para o PMDB de Temer.

Apesar de ter mais de 1500 hectares, em uma situação análoga ao “sítio de Atibaia” de 15 hectares remetido ao ex-presidente Lula, a fazenda Esmeralda no interior de São Paulo nunca teve a mesma cobertura de sua real posse pelo pemedebista Michel Temer. Além de sediar atividades regionais do PMDB, a propriedade funcionou como QG das articulações golpistas do Vice, que esteve no local no último dia 1º de maio.

Amigo de torturador

Associando a imagem de golpista, os manifestantes relembram que Temer era amigo pessoal do Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, conhecido torturador nos porões do DOI-CODI, órgão que chefiou durante a ditadura. No processo de acusação a Ustra, Temer foi sua testemunha de defesa, juntamente com outros dois nomes conhecidos por envolvimento em corrupção: Paulo Maluf e José Maria Marin.

“O coronel laranja”

João Batista Lima Filho, o Coronel Lima, sócio da Argeplan e proprietário formal da fazenda Esmeralda, é coronel da reserva da Polícia Militar da Paraíba, mas curiosamente é proprietário de milhares de hectares de terras em São Paulo. Segundo denunciam os militantes do MST, ele é o “homem do trabalho sujo” entre as empresas e os políticos do PMDB.

Segundo constam nas informações do MST, o Coronel Lima, sendo homem de extrema confiança de Michel Temer (como já veiculado em matéria da revista Época de 21 de abril de 2016), era o responsável pela logística da propina, seja na coação de empresas, no transporte de propinas ou na pressão e ameaças a testemunhas.

Mais irregularidades

Dentro da fazenda está localizada a antiga estação de trem Esmeralda, que foi desativada, mas, diferente das demais estações no estado de São Paulo, não pode ser acessada nem pelos órgãos responsáveis do patrimônio público. “A faixa de terra da estação é pública e não poderia ser apropriada de forma privada como está sendo. Isso tem nome: para nós é ‘grilagem’!”, adverte Mafort.

As famílias já começaram a erguer seus barracos de lona na fazenda e iniciam o cotidiano da ocupação, com trabalho coletivo, montagem das cozinhas, a ciranda infantil e com a criação da mística do novo acampamento.

Comentários